• (31) 3846-5745
  • atendimento@fgpa.org.br

Raízes e Asas do Rio Doce” é um projeto que busca desenvolver o pensamento crítico de jovens líderes para atuarem como protagonistas em relação às questões socioambientais. Está aberto EDITAL para submissão de projetos. Venha fazer parte

Compromisso.
Responsabilidade.
Confiança.
previous arrow
next arrow
Slider

Projeto de Responsabilidade Social

19ª Semana De Iniciação Científica e 10ª de Extensão do Unileste

A 19ª Semana de Iniciação Científica e 10ª Semana de Extensão do Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (Unileste), que ocorreu, simultaneamente, nos dois campi da instituição, contaram com a participação de profissionais, pesquisadores, comunidade acadêmica e civil do Vale do Aço e diversas associações e entidades entre os dias 21 e 23 de novembro de 2018 com o tema: “A educação e a ciência como formas de superação de violências”. O evento foi organizado pela Coordenação de Pesquisa, Iniciação Científica e Extensão, assessorada pelo Comitê Assessor de Pesquisa e Extensão (CAPE) do Unileste, com apoio da Fundação Geraldo Perlingeiro Abreu (FGPA) e a Fundação de Amparo a Pesquisa de Minas Gerais – FAPEMIG. O evento incluiu atividades como palestras, mesas-redondas, minicursos, apresentações culturais e apresentações de trabalhos nas categorias orais e pôsteres. Este ano uma grande novidade foi o lançamento do “Prêmio Dom Lelis Lara” para os melhores trabalhos com temas afim ao tema da edição.   Ao todo foram 328 inscrições e 210 trabalhos submetidos. O principal objetivo, em sintonia com a campanha da Fraternidade de 2018, foi abordar temas associados às diversas formas de violências e divulgar os resultados obtidos com os trabalhos de iniciação científica e extensão do Unileste, promovendo o intercâmbio de conhecimentos, assim como o envolvimento da comunidade, reforçando a importância da tríade ensino, pesquisa e extensão. O evento constituiu uma oportunidade significativa para a troca de experiências e conhecimento entre pesquisadores, instituições de ensino, entidades sociais, empresas e profissionais. De acordo com Gabriela von Rückert Heleno, coordenadora da Pesquisa, Iniciação Científica e Extensão do Unileste, a abertura aconteceu na quarta-feira (21), no Teatro João Paulo II (Campus de Coronel Fabriciano), que após da palavra do reitor contou com uma apresentação cultural elaborada e conduzida pelos alunos dos cursos de comunicação e do projeto de extensão Teatro Universitário (Radionovela: Os segredos de Santa Fé), seguida da palestra tema do evento realizada pelo professor Dr. Robson Sávio dos Reis da PUC-MG. A cerimônia foi transmitida ao vivo para o Auditório Dom Lara do Campus de Ipatinga e contou com a participação remota dos espectadores via ferramenta on-line do Google Apresentações. A palestra trouxe reflexões e dados importantes sobre as diversas formas de violência, especialmente aquelas relacionadas com o não atendimento da população aos direitos humanos básicos como educação e segurança e enfatizou que os números elevados de violências no país, como homicídios, não estão distribuídos de forma homogênea ao longo do território e muito menos entre as classes sociais, seja por renda, seja por gênero ou raça. Além disso, a palestra enfatizou a importância da educação e da ciência na construção de conhecimentos e práticas para o enfretamento das violências e finalizou com exemplos de ações realizadas pela comunidade acadêmica do Unileste. Ao longo dos dias do evento, foram mais de 40 salas com apresentações orais e mais de 15 minicursos. O evento encerrou com a mesa-redonda sobre o “Panorama das Violências no Vale do Aço” e a cerimônia de premiação, que teve como trabalho vencedor “O método de execução penal APAC: suas implicações na subjetividade dos recuperandos” da aluna do curso de Psicologia Laila Cristina dos Santos Crispim, com co-autoria de Isabelle Matos Espírito Santo Cavoli e do professor Antônio Honório Ferreira.

Centro de Cultura e Memória Dom Lelis Lara

A FGPA, em parceria com o Unileste e Usiminas, gerenciou toda a proposta da construção do CENTRO DE CULTURA E MEMÓRIA DOM LELIS LARA, que será edificado no campus do Centro Universitário, em Coronel Fabriciano. As ações tive- ram início com a idealização e contratação do Projeto Arqui- tetônico. Em seguida, o projeto foi formatado de acordo com os critérios exigidos para ser encaminhado à Secretaria de Estado de Cultura (SEC/MG), com vistas a captação de verbavia Lei Estadual de Incentivo à Cultura n. 17.615 de 4 de julho de 2008. A FGPA considera uma homenagem mais do que justa e merecida a Dom Lelis Lara, que dedica e dispensa todo o seu tempo, atenção e carinho para as comunidades onde está inserido.

FGPA patrocina alimentação para alunos carentes - CURSOS PROFISSIONALIZANTES

A FGPA é parceira do Unileste e da Fundação Comunitária Fabricianense (Funcelfa) no desenvolvimento do projeto de extensão que oferta cursos de Soldagem e Tornearia Mecânica para jovens carentes. Durante o ano de 2011, a FGPA deu sua contribuição com o fornecimento de lanches para todos os alunos participantes.

Cada curso oferecido possui carga horária de 300 horas e 20 alunos por turma.

Nas fotos acima pode-se comprovar o empenho dos alunos para obter o maior aproveitamento possível durante os cursos.
Dia 17 de junho de 2011 foi realizada a cerimônia de entrega de diplomas para os alunos formandos das turmas de SOLDA e TORNEARIA MECÂNICA – 1o /2011 – A entrega dos diplomas foi feita pela Pró-Reitora Acadêmica do Unileste, Dra. Ana Marta Aparecida de Souza Inez.