• (31) 3846-5745
  • atendimento@fgpa.org.br

Raízes e Asas do Rio Doce” é um projeto que busca desenvolver o pensamento crítico de jovens líderes para atuarem como protagonistas em relação às questões socioambientais. Está aberto EDITAL para submissão de projetos. Venha fazer parte

Compromisso.
Responsabilidade.
Confiança.
previous arrow
next arrow
Slider

FUNDAÇÃO GERALDO PERLINGEIRO ABREU REALIZA PALESTRA DE ABERTURA DO ANO LETIVO DA REDE MUNICIPAL DE BELO ORIENTE

No dia 11 de fevereiro a secretaria de Educação de Belo Oriente realizou uma aula inaugural on line, para marcar o início das atividades do ano letivo de 2021.Numa parceria entre a FGPA e a prefeitura do município a aula foi ministrada pelos professores: Ana Marta Aparecida de Souza Inez e Gilson Magno de Souza, ambos consultores da FGPA.

 

O evento com o tema: “Culturas Digitais e os Desafios de Pais e Educadores”. Foi transmitido ao vivo para educadores, pais e comunidade em geral, a partir das 18 horas e teve como objetivo apresentar reflexões sobre a evolução dos processos educativos e das culturas digitais no atual cenário de pandemia, tanto nas escolas, quanto nos lares.

 

Segundo a doutora Ana Marta “em tempos de condições impostas pelo cenário de pandemia e pela evolução das culturas digitais, os processos educativos tanto nas escolas, quanto nos lares, passaram a exigir melhores entendimentos sobre o significado da nova era de tecnologias cada vez mais digitais que produzem diferentes manifestações da cultura e do comportamento de crianças, adolescentes, jovens e adultos. Neste contexto, educadores e pais são desafiados, cotidianamente, a compreenderem como podem contribuir para o desenvolvimento saudável dos estudantes e filhos. Assim, o encontro propõe apresentar reflexões sobre essa envolvente temática e acolher a todos para um ano letivo produtivo, com energias positivas e esperanças.”

 

O professor e artista, Gilson Magno, apresentou performances cultural para chamar atenção para os desafios do momento e representou os professores num diálogo com a professora Ana Marta, durante a aula inaugural.

 

De acordo com a secretária municipal de educação, Dulcinéia Martins Lima Vidigal, a aula foi pensada para que toda a comunidade escolar possa refletir sobre o poder da cultura digital na educação. “Ainda estamos em um cenário de pandemia, e nos vimos desafiados a incorporar ainda mais a tecnologia no dia a dia da vida escolar do aluno. A tecnologia se torna uma grande aliada neste momento e por isso, temos que compreender toda essa cultura para melhorar ainda mais a qualidade de ensino de nossos alunos”, afirma Dulcinéia.